Archive for 24 de fevereiro de 2014

SPDA – Obrigatoriedade de Laudo Técnico de Proteção Contra Descargas Atmosféricas

O laudo de inspeção do sistema de proteção contra descargas atmosféricas – SPDA, trata-se de documento técnico, com registro das inspeções, verificações e medições realizadas no sistema de proteção contra descargas atmosféricas (SPDA) e também do sistema de aterramento elétrico. O seu objetivo é verificar a conformidade com a norma técnica brasileira ABNT NBR-5419 – Proteção de estruturas contra descargas atmosféricas e a Norma Regulamentadora do Ministério do Trabalho e Emprego – NR10.

Conselho Federal de Engenharia e Agronomia CONFEA e os Conselhos Regionais CREA estabeleceram na resolução Nº 218, DE 29 JUN 1973 do CONFEA que somente profissional Engenheiro legalmente habilitado pode emitir laudos e parecer técnico.SPDA

NR10 estabelece a obrigatoriedade de documento técnico que ateste a conformidade das suas instalações elétricas com as normas de segurança e também a responsabilidade solidaria do contratante e contratado.

“10.13.1 As responsabilidades quanto ao cumprimento desta NR são solidárias aos contratantes e contratados 
envolvidos.”

As inspeções e ensaios para emissão deste laudo devem ser executados segundo os objetivos, métodos e periodicidade prescritos na norma ABNT NBR-5419 – Proteção de estruturas contra descargas atmosféricas.

Os estabelecimentos com carga instalada superior a 75kW devem constituir e manter Prontuario de Instalações Elétricas (PIE), contendo o disposto no subitem 10.2.3 – NR10 e no minimo os itens conforme o subitem 10.2.4 especialmente para o SPDA, o subitem abaixo:

“10.2.4 Os estabelecimentos com carga instalada superior a 75 kW devem constituir e manter o Prontuário de Instalações Elétricas, contendo, além do disposto no subitem 10.2.3, no mínimo: 

b) documentação das inspeções e medições do sistema de proteção contra descargas atmosféricas e aterramentos elétricos;” 

ProjetoAs documentações exigidas na norma ABNT NBR-5419 que devem estar à disposição no PIE – Prontuário das Instalações Elétricas são:

a) relatório de verificação de necessidade do SPDA e de seleção do respectivo nível de proteção ou a não necessidade de instalação do SPDA deverá ser documentada através dos cálculos;

b) desenhos em escala mostrando as dimensões, os materiais e as posições de todos os componentes do SPDA, inclusive eletrodos de aterramento;

c) os dados sobre a natureza e a resistividade do solo; constando obrigatoriamente detalhes relativos às estratificações do solo, ou seja, o número de camadas, a espessura e o valor da resistividade de cada uma, se for aplicado o item 6.1-c);

d) registro de valores medidos de resistência de aterramento a ser atualizado nas inspeções periódicas ou quaisquer modificações ou reparos no SPDA.

Veja também o sistema gratuito de calculo de necessidade de SPDA

O que você gostaria de ver publicado, deixe a sua sugestão como comentário. A sua opinião é muito importante para a melhoria deste blog.

Se estiver precisando de laudo, projeto ou consultoria entre em contato:

Engº Marcelo Barreto

(11) 98354-8570

Certificação, o que é?

De forma genérica a Certificação trata-se da declaração formal de “ser verdade” e deve ser emitida por quem tenha credibilidade devendo ter autoridade legal ou moral.

Certificado

Toda Certificação deve ter rigor formal, isto é, deve ser feita seguindo um ritual e ser registrada em um documento. A certificação deve declarar explicitamente, que determinada coisa, status ou evento é verdadeiro e tem fé publica. Devendo também ser emitida por alguém, ou instituição, que tenha fé pública, isto é, deve ter credibilidade junto a sociedade. Podendo essa credibilidade ser instituída por lei ou decorrente de aceitação social.

Desta forma o certificado é o documento que corporifica a certificação.Selo

A Certificação pode ser para diversas finalidades, tais como:

  • Atestar a qualificação de um profissional PMI (Project Management Institute);
  • Atestar a qualidade e funcionalidade de produtos, serviços, processos produtivos.

O certificador pode ser um órgão público ou uma empresa privada. Certificados podem em alguns casos ser emitidos, pelas próprias empresas que os utilizam.

As certificações normalmente são renovadas e reavaliadas periodicamente pelo certificador, que é responsável pela credibilidade dos métodos de avaliação do certificado.

 

O que é Projeto ?

A palavra projeto vem da palavra latina projectum do verbo em latim proicere, “antes de uma ação”, que por sua vez vem de pró-, que significa precedência, algo que vem antes de outra coisa e iacere, “fazer”. Portanto, a palavra “projeto”, significa “antes de uma ação”.

Idioma Português adotou a palavra, ela se referia a um plano de alguma coisa, não o ato de realmente levar esse plano a concretização. Algo realizado de acordo com um projeto tornou-se conhecido como um “objetivo”.

Visão Geral

Um projeto de negócio e ou ciência pode ser definido como um empreendimento colaborativo que frequentemente envolve pesquisa e registro de informações que devem ser cuidadosamente planejados para poder alcançar o objetivo particular.

Projetos também podem ser definidos como sistemas sociais temporários, que são constituídos por equipes dentro ou entre as organizações para realizar tarefas específicas sob determinado tempo, que também pode ser definido como um esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço ou resultado.

Projetos e operações são diferentes e a principal diferença é o tempo. Projetos são temporários e exclusivos, enquanto as operações são contínuas e repetitivas.

Os projetos são normalmente resultado de considerações estratégicas. Que podem ser uma demanda de mercado, necessidade organizacional, solicitação de um cliente, avanço tecnológico ou requisito legal.

PMI® Project Management Institute, definiu um Guia denominado PMBOK® que identifica o conjunto de conhecimentos em gerenciamento de projetos, amplamente reconhecido como boa pratica.

Segundo a definição resumida do Guia PMBOK os projetos tem as seguintes características:

  • temporários, possuem um início e um fim definidos;
  • planejado, executado e controlado;
  • entregam produtos, serviços ou resultados exclusivos;
  • desenvolvidos em etapas e continuam por incremento com uma elaboração progressiva;
  • realizados por pessoas;
  • com recursos limitados.
Ciclo de Vida de Projeto

O conjunto de fases do projeto é chamado “ciclo de vida do projeto”, que apresentam as seguintes características:

  • as fase do projeto são marcadas pela entrega de um ou mais produtos: tais como estudos de viabilidade, documentos ou protótipos funcionais;
  • para o início de cada fase, define-se o trabalho a ser efetuado e as pessoas envolvidas na execução;
  • o fim de uma fase deve ser marcada por uma revisão dos produtos entregues e do desempenho do projeto até este momento;
  • uma fase começa quando termina a outra. Quando há sobreposição entre as fases, chamamos de “fast tracking”. Começa-se a trabalhar nas próximas fases do projeto antes do fim da fase corrente;
  • custos geralmente são crescentes à medida que a fase avança e os riscos geralmente são decrescentes à medida que se avança;
  • com o avanço de cada fase a habilidade das partes envolvidas para alterar os produtos diminui.

Ciclo de Projeto

Partes Envolvidas no Projeto (STAKEHOLDERS)

Trata-se da definição dos indivíduos ou organizações ativamente envolvidos no projeto, cujos interesses são afetados (positiva ou negativamente), ou podem exercer influência sobre o mesmo. Podemos incluir o gerente de projeto, o cliente, a organização que fará o projeto, os membros da equipe de projeto, patrocinador (sponsor) (indivíduo ou grupo interno ou externo que proverá os recursos financeiros para o projeto em questão).

StakeholderEm muitos casos inclui também agentes externos, como fundadores, vendedores, fornecedores, agências governamentais, comunidades afetadas pelo projeto e a sociedade em geral.

Deve-se identificar cada uma das partes envolvidas no projeto de forma a gerenciar áreas de conflito entre elas. Como orientação deve-se resolver as diferenças entre as partes de forma a favorecer o cliente.

Estruturas Organizacionais

Podemos definir duas categorias de organizações em que o projeto esta inserido: organização que vive de projetos, ou organização que adotou o gerenciamento por projetos para a sua administração.

De modo geral, as organizações utilizam diversas estruturas mesclando as definições acima. As principais são:

  • Organização com estrutura funcional: as equipes são organizadas por funcionalidade e tem um superior bem definido (ex. finanças, produção, etc);
  • Organização projetizada : a empresa é organizada em departamentos, sendo que cada um responde a um gerente de projeto;
  • Organização matricial : a estrutura matricial é uma combinação das estruturas – funcional e projetizada.

 

Laudo de Instalações Elétricas

É o termo genérico utilizado para designar o Laudo Técnico das Instalações Elétricas. O Laudo de instalações elétricas trata-se de um tipo de laudo pericial e leva em consideração os aspectos técnicos envolvidos numa instalação elétrica.

Alguns órgãos que podem exigir um Laudo de instalações elétricas são: Ministério do Trabalho e Emprego, Corpo de Bombeiros – Prefeitura Municipal – Certificadoras OHSAS 18000 – Seguradoras

O Laudo de instalações elétricas deve ser emitido por um Engenheiro Eletricista com base em inspeções e medições realizadas nas instalações elétricas, conforme requisitos estabelecidos pelas normas técnicas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) e também deve considerar os aspectos, jurídicos (Leis e normas), de proteção contra incêndio e de segurança aos trabalhadores e usuários de eletricidade.

As normas mais comuns que devem ser objeto de confrontação são:

  • NBR 5410;
  • NBR 14039;
  • NBR 600439;
  • NBR 5413;
  • NBR 5419;
  • NBR 60079.

Um Laudo de instalações elétricas só tem validade legal se assinado por Engº Eletricista registrado no CREA e houver o recolhimento de uma ART – Anotação de Responsabilidade Técnica junto ao [CREA] – Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura.

Translate »